Após atuação de Amauri Ribeiro, Governo amplia integração com Agrodefesa em prol de produtor rural

O deputado estadual Amauri Ribeiro (Patriota) conquistou mais uma vitória para o produtor rural. No ano passado o parlamentar esteve reunido com representantes do Governo e produtores rurais para buscar avanços na emissão de documentos para transporte de animais. Assim que o ano iniciou, a Secretaria da Economia adaptou seu sistema de informática para emitir simultaneamente a Nota Fiscal Avulsa Eletrônica (NFA-e) e a Guia de Transporte Animal (GTA) para asininos, caprinos, muares, ovinos e suínos.

Esta medida foi possível depois que as Secretarias da Economia e Agricultura e a Agrodefesa fizeram uma integração que permitiu o compartilhamento dos dados. O produtor não paga ICMS nas operações internas, mas precisa da nota fiscal mesmo nas operações isentas. Então, as equipes se reuniram para definir os acertos técnicos necessários para a desburocratização dos documentos. “Agora o produtor rural terá mais facilidade na hora de emitir esses documentos e agilizará o trabalho de quem vive na zona rural”, destaca Amauri.

De acordo com a secretária da Economia Cristiane Schmidt, o mais importante é atender o produtor rural com eficiência. “Recebi esta demanda em uma reunião com o deputado Amauri Ribeiro e produtores rurais. A partir daí acionei outras Pastas para um trabalho conjunto em prol do cidadão. O mais importante é que a gente consiga fazer um trabalho rápido e eficiente para o contribuinte e para o consumidor, no caso o produtor rural”, enfatiza a secretária.

Já o secretário da Agricultura Antônio Carlos considera que essa é uma mudança de expectativa. “Agora, de mãos dadas realmente, com todos imbuídos no propósito de promovermos o fortalecimento cada vez maior do nosso Estado, nós conseguiremos trazer uma solução e benefícios aos produtores”, considera.

Facilidade

Amauri Ribeiro esclarece ainda que a medida facilitará o trabalho do pequeno produtor rural. “O maior desafio é que muitos produtores não possuem internet em suas terras. É por esse motivo que precisamos melhorar ainda mais o acesso a esses documentos”, destaca Amauri.

Outro desafio apontado pelo parlamentar é que muitos produtores precisam percorrer grandes distâncias para chegar em um dos escritórios da Agrodefesa. “Recebo relato dos produtores que nem sempre encontram o escritório em funcionamento, sem falar que perdem um dia inteiro para conseguir as emissões”, pondera o parlamentar.

Lembrando que no ano passado o deputado Amauri Ribeiro também apresentou um projeto de lei que institui o “Passaporte Equestre”, para substituir a Guia de Trânsito Animal (GTA) e a nota fiscal isenta, a fim de facilitar o transporte regular dos animais para eventos. “Espero que este projeto vire lei em 2020 para facilitar ainda mais o trabalho dos produtores rurais”, afirma Amauri.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui