CCJ da Câmara de Goiânia é tendenciosa e oportunista ao analisar projetos de lei

0

Com a presidência da vereadora Sabrina Garcez (PTB), a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) vai além do que analisar a constitucionalidade das matérias. Em maioria composta por vereadores de oposição ao executivo, os parlamentares em destaque, Jorge Kajuru (PRP), Priscilla Tejota (PSD) e Delegado Eduardo Prado (PV) impedem que diversos projetos de lei sejam analisados pelo plenário.

De acordo com o Regimento Interno da Casa, as matérias enviadas pela Prefeitura de Goiânia e apresentadas pelos vereadores sejam encaminhadas à CCJ para primeira análise, visando verificar a constitucionalidade, relatadas e incluídas possíveis emendas.

No entanto, diversos projetos constitucionais estão sendo arquivados, ou seja, os parlamentares que compõe a Comissão, não estão possibilitando a apreciação e votação em plenário, que deveria ser soberano. As análises, em maioria, estão sendo apenas de viés político, ideológico, tendenciosa e oportunista.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor informe seu nome aqui